Terroir da Vigia

bacon defumado, salame curado, copa, costela e presunto

Gaspar Desurmont, Filipi Freitas e Damien Larderet

Santana do Livramento, Rio Grande do Sul – RS

vinhetica.com

Foto de perfil dos produtores

Terroir da Vigia é uma empresa de produtos gastronômicos localizada na Campanha Gaúcha que atua com base nos seguintes valores: qualidade, sustentabilidade e valorização do seu terroir.

É antes de tudo o projeto de Gaspar Desurmont que depois de ter desenvolvido a noção de Terroir através dos vinhos da Vinhetica, resolveu trabalhar outro produto que encarna essa noção de Terroir, a carne de porco, ele escolheu trabalhar com uma raça autóctone brasileira em via de extinção , a raça Moura. Além disso já começou criação de ovelha, cruzamento da ovelha gaúcha Criolla para dar a rusticidade com ovelha francesa Lacaune para a qualidade do leite.

Os presuntos que chegam no mercado agora são provenientes de porco criados desde inicio do ano 2016, abatidos com 9 meses e depois o presunto passou mais de 1 ano de cura. De fato o produto que chega ao consumidor envolve mais de 2 anos de trabalho e de investimento pessoal para chegar a um produto de qualidade respeitando o tempo das coisas.

Situada no Cerro da Vigia, município de Santana do Livramento (RS), a empresa lança o seu primeiro produto: uma linha de carnes suínas com presunto cru, salame, copa, bacon e costela defumada. A escolha do porco é emblemática, já que o animal oferece o melhor percentual de aproveitamento e a expressão máxima do terroir.

A criação de suínos no Cerro da Vigia é feita em conformidade com três critérios: resgate da raça brasileira Moura, que está em risco de extinção, bem-estar animal e alimentação saudável.

Para tanto, providenciamos um ambiente adequado a todas as necessidades dos suínos, levando em conta os princípios de bem-estar animal. Os porcos e as ovelhas vivem ao ar livre em um espaço de mais de 20 hectares para movimentação, com disponibilidade de numerosos pontos de água potável e fresca e área abrigada para repouso.

A rusticidade da raça Moura permite que o suíno aproveite da melhor maneira a exposição às intempéries, como calor, frio e chuva, que contribuem para o desenvolvimento da sua capa natural de gordura. Por sua vez, o exercício diário que os porcos praticam ao caminhar livremente proporciona a marmorização dessa gordura, que incrementa a qualidade e o sabor do produto final.

A fim de oferecer aos suínos uma alimentação saudável e que colabore com a qualidade organoléptica da carne, realizamos estudos e experimentos com o manejo dos seguintes produtos: soro de leite, bagaço de uva, bagaço de oliva, batata doce e mandioca. Todos produzidos na região.

Terroir da Vigia alia o melhor do terroir brasileiro a uma visão sustentável por um aproveitamento total da carne do suíno. Combinado com um controle rigoroso de todo o processo de produção, o resultado são produtos diferenciados e de alta qualidade.